ArcelorMittal confirma investimento de R$ 107 mihões para ampliar produção em Itaúna

Unidade de Tubarão vai investir mais R$ 60 milhões em 2018, planta opera em capacidade máxima

A ArcelorMittal confirmou ao BVMI investimento de R$ 107 milhões de reais nos próximos três anos para aumentar capacidade de produção de um tipo de aço voltado para reforço da estrutura de pneus de carros e caminhões e fabricado por unidade da empresa em Itaúna (MG).

O investimento será aplicado pela Belgo-Mineira Bekaert Artefatos de Arame (BMB) para elevar em 35 por cento a capacidade de produção de cordas de aço (steel cord) da fábrica, afirmou a ArcelorMittal, que detém participação majoritária na empresa.

Além da infraestrutura, os recursos serão usados em instalação de uma nova linha de latonagem (cobertura do arame com camada de latão), máquinas de trefilação e cablagem.

“A estratégia de expansão tem o objetivo de fortalecer a nossa posição de liderança no segmento e ampliar a atuação da companhia no mercado latino-americano”, informou o presidente da Belgo Bekaert, Ricardo Garcia.

A expectativa é que as obras de ampliação comecem no início do segundo semestre.

Bekaert e ArcelorMittal operam atualmente dez fábricas no Brasil, por meio de parcerias, nas quais o grupo siderúrgico detém participação majoritária.

As vendas de veículos no Brasil neste atravessam forte alta, se recuperando após quatro anos seguidos de queda.

De janeiro a maio, os licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no país acumulam crescimento de 17 por cento e a produção tem alta de 12 por cento sobre o mesmo período do ano passado, segundo dados da associação de montadoras, Anfavea.

Tubarão

No embalo dos resultados positivos da indústria e da retomada da economia, a ArcelorMittal Tubarão confirmou ao BVMI que vai investir R$ 60 milhões em 2018.

O projeto contempla um novo forno panela — equipamento usado para aquecer o aço líquido — para melhorar a linha de produção de aço em placas e bobinas a quente.

O aço é usado desde a fabricação de carros, navios, prédios, computadores a usinas elétricas. A empresa vende diretamente no mercado cerca de 65% de sua produção. Os 35% restantes são destinados para processamento em outras unidades do Grupo ArcelorMittal Brasil.

Segundo o presidente da ArcelorMittal Tubarão e CEO da Aços Planos América do Sul, Benjamin Baptista Filho, apesar da crise, a empresa está operando sua planta, na Serra, em capacidade máxima.

A unidade de Tubarão é a maior usina integrada da América Latina, com capacidade de produção de 7,5 milhões de toneladas de aço por ano.

Os investimentos visam melhorar o tratamento secundário do aço líquido, que é feito em panelas de manutenção e transporte.

“Hoje nós temos três equipamentos de refino secundário, mas eles não aquecem o aço e o produto resfria se ficar muito tempo lá. Por isso, o processo todo precisa ser ágil. Então, nós vamos adotar um quarto equipamento, que é chamado de forno panela, e tem a capacidade de aquecer o aço líquido em alguns graus”, esclareceu.

Benjamim salientou que, desde o ano passado, já está em andamento o processo de primarizar parte do setor de manutenção da indústria, que antes era feito por empresas terceirizadas. A medida visa à contratação de mão de obra direta pela empresa.

“Desta forma, temos mais controle dos procedimentos adotados na manutenção dos equipamentos. Precisamos de profissionais qualificados para atender o padrão internacional. Então, a contratação de pessoal é contínua”, destacou.

Benjamim também anunciou que a ArcelorMittal Tubarão vai inaugurar, no próximo mês, o chamado Gas Cleaning Bag Filter no processo de sinterização.

“O equipamento já está em funcionamento na indústria, em fase de testes e ajustes finais. Ele vai reduzir em 18% as emissões de material particulado da indústria”, esclareceu Benjamim.

Fonte – BVMI – Licio Melo – Reuters – Tribuna Online

Dica do BVMI – Trabalhe na ArcelorMittal Tubarão, acesse “Recursos humanos”, envie seu CV, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

Dica de negócios – Clientes CityCorp já sabiam deste investimento com antecedência e já realizaram excelentes negócios na cadeia de fornecedores destes investimentos industriais. Conheça o Projeto OObi e venda com relacionamento, inteligência e rentabilidade no mercado industrial.

Dica de eventos – Aprenda a VENDER no mercado Industrial, participe de nossas palestras e treinamentos, acesse nossa Agenda Opens e inscreva-se e venha aprender a faturar milhões no mercado industrial.

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: