Fiat vai investir bilhões na fabricação de SUVs no Brasil

São 45 bilhões de euros para os projetos globais da Fiat Chrysler até 2022

A Fiat Chrysler planeja fazer um investimento bilionário no Brasil nos próximos anos na fabricação de SUVs, uma categoria de carros cujas vendas crescem seguidamente e que até agora tem sido pouco explorada pela montadora.

“Queremos entrar com força nos SUVs”, informou neste fim de semana Antonio Filosa, presidente para a América Latina da companhia. “São quatro SUVs no nosso pipeline de produtos.”

Dos quatro, três serão da Fiat e um, da Jeep.

O da marca Jeep, cuja fábrica fica na cidade de Goiana, Pernambuco, será um veículo de sete lugares – com três fileiras de assentos – afirmou o executivo, em Milão, a um grupo de jornalistas do Brasil e da Argentina. Em Goiana são fabricados hoje os modelos Renegade e o Compass.

Antonio Filosa é o presidente para a América Latina da Fiat Chrysler.

Em relação aos novos SUVs da Fiat, dois deles serão o que Filosa chamou de “SUVs puros” e sairão da fábrica em Betim, Minas Gerais. Haverá ainda um terceiro SUV que ainda está em estudo de design.

Em Betim também será feita remodelagem de um carro que já é sucesso de vendas da Fiat no país, a pick up Strada. Segundo Filosa, “a base industrial em Betim será renovada” para esse projeto.

A intenção da Fiat Chrysler é que os novos produtos briguem por espaço com concorrentes de diferentes faixas de preços: da Eco Sport, da Ford, uma SUV de menor porte, até a Tiguan, da Volkswagen.

Além dos novos carros e da mudança da Strada, haverá remodelagens de outros veículos, não anunciados ainda.

A maioria dos novos veículos começará a ser vendida em 2020; um deles deve ficar para 2021, segundo Filosa.

Os planos da montadora no Brasil fazem parte dos projetos globais da Fiat Chrysler até 2022, que foram apresentados em um evento com analistas e jornalistas na cidade de Balocco, cidade próxima a Milão. Coube a Filosa dar hoje os detalhes sobre o Brasil.

O mercado brasileiro de carros passou por uma baixa acentuada nos últimos anos, com a recessão, mas este ano volta a ganhar fôlego.

Todas as montadoras, incluindo Fiat Chrysler, sentiram o golpe e estão agora correndo para colocar novos modelos nas concessionárias e aproveitar o movimento de retomada de demanda.

O dado de maio mencionado por Filosa coloca a Fiat e Jeep, juntas, com uma participação de 18,8% de participação do mercado brasileiro.

O valor a ser investido pela Fiat Chrysler no Brasil – assim como para as demais regiões – é ainda mantido em segredo.

Nesta semana, a direção da companhia anunciou que o total do investimento previsto para os mercados onde atua – América do Norte, América Latina, Europa e Ásia – é de 45 bilhões de euros até 2022.

“Nós temos 45 bilhões de euros que serão destinados globalmente a cada região. Nós teremos uma fatia importante disso”,

disse Filosa ao falar do que será reservado para os lançamentos e para as renovações de modelos no Brasil. “No total, alguns bilhões de euros.”

Fonte – BVMI – Marcos de Moura e Souza/Valor

Dica do BVMI – Trabalhe na Fiat Chrysler, acesse “Careers”, envie seu CV, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

Dica de negócios – Clientes CityCorp já sabem deste investimento com antecedência e já estão se preparando para obter excelentes negócios na cadeia de fornecedores deste futuro projeto. Conheça o Projeto OObi e venda com relacionamento, inteligência e rentabilidade no mercado industrial.

Dica de eventos – Participe de nossas palestras e treinamentos, acesse nossa Agenda Opens, inscreva-se e venha aprender a faturar milhões no mercado industrial.

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: