Neodent investirá R$ 70 milhões para aumento de produção em fábrica de Curitiba

Confirmação de investimento ocorre um ano depois da companhia ter aumentado a sua fábrica e construído um novo Centro de Distribuição

Depois de investir R$ 60 milhões no ano passado para ampliar sua fábrica na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e construir um novo centro de distribuição, a Neodent — fabricante de implantes dentários que faz parte do grupo suíço Straumann — voltará a investir neste ano para aumentar sua capacidade produtiva.

A empresa vai desembolsar R$ 70 milhões para trazer 30 novas máquinas e contratar 120 pessoas para trabalhar na linha de produção. O objetivo é ter, até o fim do ano, capacidade para produzir 10 milhões de peças, entre implantes dentários e componentes.

As novas máquinas vêm da Alemanha e vão chegar à fábrica da Neodent gradualmente. Estão previstas de duas a três máquinas por mês até o fim do ano, totalizando o pedido de 30 equipamentos.

Duas máquinas já chegaram em janeiro e entram em operação agora em fevereiro. Em média, o equipamento leva quatro semanas para entrar em operação depois de entregue, pois precisa passar por testes e validações.

As máquinas são mais modernas e, na grande maioria, serão destinadas a fazer a nova linha de implantes dentários da Neodent, lançada no segundo semestre de 2017.

Matthias Schupp é o CEO da Neodent.

Matthias Schupp é o CEO da Neodent.

Chamada de Grand Morse, trata-se de um implante que pode ser usado tanto na mandíbula, que tem ossos moles e porosos, quanto no maxilar, que tem ossos mais duros. Antes, a empresa desenvolvia uma linha de produtos para cada tipo de osso.

Com o novo maquinário e a contratação de 120 funcionários, a empresa esperar aumentar a sua capacidade de produção dos atuais 9 milhões de peças para 10 milhões por ano. Do total de peças produzidas, o que inclui componentes e instrumentos, mais de 2 milhões serão exclusivamente implantes dentários. A nova capacidade total de produção deve ser alcançada no fim de 2018.

Rodadas de expansão

A primeira rodada de expansão da Neodent, depois que a empresa paranaense foi adquirida em 2015 pelo grupo suíço Straumann por cerca de R$ 1,2 bilhão, aconteceu no ano passado. O grupo investiu R$ 60 milhões para ampliar a fábrica da Neodent na CIC e para construir um novo centro de distribuição (CD).

O parque fabril passou de 10 mil metros quadrados para 15 mil metros quadrados, ganhou novos maquinários e uma nova linha de produção, responsável por fazer os implantes Grand Morse.

A capacidade da fábrica passou de 6 milhões de peças (implantes + componentes) anuais para os atuais 9 milhões. Já o CD construído é totalmente novo, automatizado, com 2,8 mil metros quadrados e capacidade de movimentar 2 milhões de peças por ano. O centro logístico fica ao lado da fábrica.

Neste ano, a empresa segue com a sua segunda etapa de expansão, com a vinda das 30 novas máquinas, um investimento de R$ 70 milhões, totalizando R$ 130 milhões desde quando o grupo Straumann passou a controlar o negócio.

O objetivo é aumentar a capacidade produtiva da empresa para atender, principalmente, o mercado externo. Até 2022, a Neodent quer estar exportando, pelo menos, 50% da sua produção total.

Em 2017, a empresa vendeu 1,3 milhão de implantes no Brasil e cerca de 500 mil no exterior. Ela está presente em 25 países e tem como foco, além do mercado interno, os Estados Unidos. A grande aposta da empresa no mercado americano é a linha Grand Morse. Na América Latina, já é líder de mercado, sendo responsável por comercializar 56% dos implantes vendidos no Brasil.

Nova fábrica em Curitiba no futuro

O CEO da Neodent, Matthias Schupp, afirma que, depois de concluída a segunda fase de expansão em 2018, a empresa vai se preparar para uma terceira e quarta rodadas de investimentos. “No fim de 2018, já vamos estar com a nossa fábrica toda ocupada. Temos planos de construir uma nova unidade em Curitiba, que é a nossa casa, entre 2019 e 2020”.

Ele também destaca que a empresa vem crescendo a taxas de dois dígitos há três anos e que os investimentos projetam que, dentro do prazo de cinco anos, o mercado brasileiro de implantes dentários vai duplicar, assim como o externo vai continuar crescendo.

Fonte – BVMI – Jéssica Sant’Ana/Gazeta do Povo

Dica do BVMI – Trabalhe na Neodent, acesse “CARREIRAS”, veja as oportunidades em aberto, cadastre seu CV, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: