Fábrica de R$ 200 milhões foi inaugurada ontem em MG

Foram mais de 600 convidados na festa de inauguração da nova fábrica da Bem Brasil (investimento que foi confirmado em 2014 aqui no BVMI), em Perdizes-MG. Autoridades da região, colaboradores da empresa, parceiros e representantes da comunidade participaram do evento realizado na própria fábrica.

A grande expectativa se justifica pelo porte do empreendimento. A unidade foi construída a 50 km de Araxá, onde fica a primeira fábrica da empresa, envolvendo três anos de trabalho intenso e um investimento na ordem de R$ 200 milhões. Juntas, as duas fábricas podem atingir uma produção de 250 mil toneladas/ano de batatas pré-fritas congeladas, o que representa 55% do mercado nacional.

João Emílio Rocheto é o Diretor-Presidente da empresa.

João Emílio Rocheto é o Diretor-Presidente da empresa.

De acordo com João Emílio Rocheto, diretor presidente da empresa, o desafio da construção desta planta em meio à crise econômica e política do país nem bem foi superado e ele já se prepara para os próximos desafios, ainda maiores. “Agora temos de trabalhar mais ainda para colocar essa fábrica em plena operação e fazer essa produção chegar ao mercado. Queremos disputar mercados dominados pelas marcas importadas e para o futuro de curto prazo, pretendemos desenvolver novos produtos na unidade de Araxá”, vislumbra.

O empresário também se prepara para exportar os produtos das duas plantas, tal como já acontece com a exportação de flocos da marca para o Japão. “Não vejo nenhuma dificuldade em exportar batatas pré-fritas congeladas para aquele país, que no ano passado, importou 222 mil toneladas dos EUA. O Oriente Médio também está no foco de prospecção”, encerra.

A nova fábrica também tem um impacto direto na vida dos moradores de Perdizes e região. O empreendimento, desde o início da construção, vem movimentando a economia local e nas cidades vizinhas de Santa Juliana e Pedrinópolis. Estima-se que cerca de 1400 empregos diretos e indiretos estejam sendo gerados em decorrência do empreendimento.

Foram três anos de trabalho intenso e um investimento na ordem de R$ 200 milhões.

Foram três anos de trabalho intenso e um investimento na ordem de R$ 200 milhões.

Outra contribuição da Bem Brasil para o setor público vem da cogeração de energia elétrica. Por meio de uma parceria com a Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG), foi instalada uma estação de energia movida a biomassa. Os investimentos de R$ 30 milhões no sistema foram fundamentais, tanto para garantir a viabilidade econômica da nova fábrica, que terá um consumo de energia equivalente ao da cidade de Perdizes inteira; como para que a CEMIG não precise ampliar seu sistema de distribuição.

Cogeração de energia

Conforme explica Alexandre Heringer, presidente da Efficientia, que é a subsidiária integral da CEMIG, para projetos de eficiência energética e cogeração em empresas e órgãos públicos: “Investir em cogeração é bom para o cliente, que aumenta sua sustentabilidade, ficando menos exposto às oscilações de preço de energia. Para o estado o investimento é uma forma de aumentar a competitividade das empresas mineiras e para a concessionária significa aumentar a fidelização de seus clientes e diminuir a necessidade de ampliação de seu parque gerador e de suas redes de distribuição. Para a sociedade, fica a certeza de menor emissão de gases de efeito estufa, reduzindo impactos ambientais.”

Com a cogeração de energia, a mesma caldeira que produz energia térmica (calor) para a fábrica, por meio da queima de biomassa (cavaco de madeira), também produz energia elétrica. Com isso, o sistema é sustentável e o impacto ambiental é mínimo. Cabe ressaltar que a nova fábrica da Bem Brasil tomou todas as providências, desde o início da obra, para o respeito ao meio ambiente. Com a fábrica já em funcionamento, a emissão de gases é controlada e está abaixo do estabelecido pelas empresas reguladoras do setor.

Fonte – BVMI – Licio Melo

Dica do BVMI – Trabalhe na Bem Brasil, acesse Trabalhe Conosco, conheça as oportunidades em aberto, cadastre-se, desejamos a todos boa sorte em seu processo de recolocação!

Compartilhe essa notícia com seus contatos: