Grupo Cimed confirma novo investimento de R$ 55 milhões em dois projetos no Brasil

O Grupo Cimed confirmou novo investimento de R$ 55 milhões em dois novos projetos: um centro de pesquisas que servirá às diferentes linhas de produção e na ampliação da capacidade da área de suplementos alimentares.

A fábrica atual de vitaminas produz 10 milhões de caixas por mês, e a expectativa é dobrar esse volume, o que deve garantir a demanda até 2020, diz o diretor-executivo João Adibe.

Serão R$ 20 milhões nesse projeto, montante que a própria Cimed vai aportar.

“O centro técnico é onde desenvolveremos produtos e análises para as três fábricas do grupo. Vamos investir R$ 30 milhões nele –70% disso será financiado, e o resto, de recursos próprios.”

De acordo com o diretor de Marketing do Grupo Cimed, Hélio de Melo, a ampliação da unidade fabril integra um plano de expansão da empresa, que prevê, ainda, o lançamento de mais seis produtos da linha de suplementos vitamínicos.

“Apesar de não ser nosso principal negócio, é um segmento que vem tendo um bom desempenho no mercado nacional. A linha Lavitan cresceu 24%, mais que o dobro do setor. Nossa projeção é chegar a 35% de crescimento até o fim do ano”, avalia, sem adiantar detalhes dos novos produtos.

Há quatro anos, a Nutracom representava 3% da receita global do Grupo Cimed. Hoje, a participação da empresa no faturamento da companhia chega a 10%. Com o aporte financeiro, a unidade fabril da empresa ganhou mais 1.200 metros quadrados, totalizando uma área de 2 mil metros quadrados.

João Adibe é o diretor-executivo do Grupo Cimed.

João Adibe é o diretor-executivo do Grupo Cimed.

A fábrica divide espaço com as demais unidades do grupo, dispostas em uma área de 200 mil metros quadrados. O parque fabril da empresa fica localizado em Pouso Alegre. O grupo de 30 anos se subdivide entre as linhas de Genéricos, Hospitalares, Farma e Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP), esse último o segmento mais representativo em volume de negócios. A linha de polivitamínicos da Cimed está presente em 80% das farmácias brasileiras.

De acordo com a IMS Health, que audita o mercado farmacêutico, a Cimed ocupa, no ranking por receita, a 7ª posição no mercado nacional, com R$ 2,3 bilhões. Conforme o levantamento, a empresa, que tinha em abril seis produtos dentre os mais vendidos do País, agora tem 15.

A empresa também faz produtos para cabelos e remédios, e havia alocado ainda R$ 100 milhões para essa unidade de negócio no meio deste ano como você leu em primeira mão aqui no BVMI, CIMED CONFIRMA INVESTIMENTO DE R$ 100 MILHÕES EM NOVA FÁBRICA.

Fonte – BVMI – Licio Melo

Dica do BVMI – Trabalhe no Grupo Cimed, acesse “Vagas em aberto”, veja as oportunidades em aberto, cadastre seu CV, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: