Mitsubishi confirma investimento de R$ 300 milhões em GO para 2019

Caoa Chery também confirmou investimentos de R$ 2 bilhões

A Mitsubishi confirmou ao BVMI o investimento de R$ 300 milhões para produzir, na fábrica de Catalão (GO), o SUV de médio porte Eclipse Cross, recém-lançado no Japão. Inicialmente o modelo será importado e a nacionalização ocorrerá no segundo semestre de 2019.

Esta é a primeira confirmação de investimento do grupo nacional HPE – que representa a Mitsubishi e a Suzuki no Brasil – desde 2010, quando a empresa lançou um plano de R$ 1 bilhão para cinco anos, período em que a fábrica goiana inaugurou linha de pintura e teve a capacidade ampliada para 100 mil veículos ao ano. Hoje, opera com 70% de ociosidade.

A confirmação foi realizada no decorrer da apresentação de novos modelos da marca japonesa no Salão Internacional do Automóvel, que abre as portas ao público hoje, a partir das 13 horas, no São Paulo Expo. O evento vai até o próximo dia 18.

Robert Rittscher, diretor de operações da HPE, afirmou que o investimento, fruto de capital próprio do grupo, será usado para adequação da linha de produção, novos equipamentos e treinamento de pessoal. Serão gerados cerca de 200 novos empregos, o equivalente a 10% do quadro atual.

“O Eclipse Cross é um veículo global, nosso primeiro produto da aliança global entre Renault, Nissan e Mitsubishi”, disse Rittscher.

Ele já negocia com o grupo tríplice a produção futura também da nova Pajero Sport, outro veículo que será importado pela Mitsubishi local, que tem licença para produzir veículos da marca no País.

A fábrica de Anápolis também produz o jipe Jimny, da Suzuki, em versão com câmbio manual. O modelo com câmbio automático, o Jimny Sierra, será importado a partir do segundo semestre do próximo ano.

Outra fabricante de Goiás, a Caoa Chery, também confirmou ao BVMI que vai montar dois novos SUVs na fábrica de Anápolis, o Tiggo 5x, a partir de dezembro, e o Tiggo 7, em janeiro.

O grupo também já estuda a produção da nova geração do SUV, o Tiggo 8 (todos expostos no salão), segundo informou o presidente da Caoa Chery, Marcio Alfonso.

Neste mês, a empresa iniciou a montagem do sedã Arrizo, em Jacareí (SP). Os três modelos são da chinesa Chery, empresa com a qual a Caoa – que produz alguns veículos da coreana Hyundai sob licença – fez parceria há um ano e confirmou investimentos de R$ 2 bilhões.

A intenção é adequar as duas fábricas para receberem produtos de ambas as marcas. A Caoa, no entanto, ainda negocia com a Hyundai a manutenção do contrato de licenciamento.

A fábrica de Jacareí já produzia os modelos QQ e Tiggo 2 e, com o Arizzo, deve produzir 24 mil veículos em 2019, ante uma capacidade produtiva de 50 mil unidades anuais. Já a unidade de Catalão deverá fazer cerca de 15 mil unidades. Todos os novos modelos têm baixo índice de nacionalização.

“Deveremos atingir cerca de 60% de nacionalização em dois a três anos”, disse Alfonso.

O executivo disse que o grupo estuda importar o Chery QQ elétrico, carro compacto que, segundo ele, poderia ser vendido ao preço de R$ 50 mil, dependendo das condições de mercado e câmbio. O salão deste ano tem em exposição pelo menos 20 veículos elétricos.

FonteBVMI – Licio Melo – Cleide Silva/OESP

Dica do BVMI – Trabalhe na Mitsubishi Motors, acesse “Recursos Humanos”, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

Dica de negócios – Clientes CityCorp já sabiam deste investimento com antecedência e já estão realizando excelentes negócios na cadeia de fornecedores que está sendo formada para atender as necessidades desta ampliação de linha produtiva. Este e mais de 16 mil investimentos industriais estão à disposição de nossos clientes ativos, conheça o Projeto OObi e venda com relacionamento, inteligência e rentabilidade no mercado industrial.

Dica de OURO – Aprenda a VENDER no mercado Industrial, leve para sua empresa no formato In Company o HPIS – HIGH PERFORMANCE INDUSTRIAL SALES e com uma metodologia exclusiva de vendas faça seu negócio faturar milhões.

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: