São Caetano e Joinville recebem mais R$ 3,1 bi da GM

No total serão R$ 4,5 bilhões aplicados até 2020 em novos produtos e modernização das linhas de montagem

Apenas três semanas após confirmar ao BVMI o investimento para a fábrica gaúcha de Gravataí, a General Motors informou que também fará aportes de R$ 3,1 bilhões nas unidades de São Caetano do Sul, no ABC paulista, e de Joinville-SC.

Os dois investimentos estão inseridos no plano da montadora para o período entre 2014 e 2020, que contempla um aporte total de R$ 13 bilhões no País, do qual metade já foi gasto.

Do novo montante, R$ 1,2 bilhão irá para a fábrica de São Caetano, que hoje produz os modelos Cobalt, Montana, Spin e Onix Joy. A unidade de motores em Santa Catarina ficará com R$ 1,9 bilhão. No início do mês, o grupo divulgou plano de R$ 1,4 bilhão para Gravataí, onde são feitos o compacto Onix, campeão de vendas no mercado, e o Prisma.

Carlos Zarlenga é o Presidente da GM Mercosul.

Carlos Zarlenga é o Presidente da GM Mercosul.

O presidente da GM Mercosul, Carlos Zarlenga, informou que o investimento será direcionado ao desenvolvimento de novos veículos – substitutos de modelos atuais e de segmentos que ainda não produz, como crossovers e utilitários-esportivos –, e tecnologias mais avançadas de manufatura de veículos e de motores.

“Neste momento não estamos divulgando abertura de vagas, mas há boa oportunidade para criação de empregos”, disse Zarlenga ao Estado. Hoje o grupo emprega 16 mil pessoas em suas fábricas no País. A unidade de São José dos Campos (SP), que produz a picape S10 e o utilitário Trailblazer, não está contemplada neste pacote de investimentos.

Zarlenga informou que o aporte para os novos projetos virão da captação de recursos feita pela matriz globalmente, envolvendo instituições de vários países, incluindo o Brasil. Segundo ele, não haverá dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“No segundo trimestre, reportamos equilíbrio financeiro (‘break even’), mesmo numa indústria que não teve bons resultados, e esperamos continuar melhorando”, disse Zarlenga.

Ele aposta também em aumento das exportações, não só para a América do Sul. “O projeto inclui mercados dentro e fora da região, mas ainda não vamos dar detalhes.”

A fábrica também iniciará em breve a produção do sedã Virtus. O investimento faz parte do plano quinquenal anunciado pela empresa em 2016, de R$ 7 bilhões no País. O presidente da Volkswagen, David Powels, disse que haverá renovação total do portfólio da marca, que também contará com um SUV pequeno e uma picape, a serem fabricados no Paraná.

Fonte – BVMI – Licio Melo – Cleide Silva/OESP

Dica do BVMI – Trabalhe na GM do Brasil, acesse “Faça parte da nossa equipe”, veja as oportunidades em aberto, cadastre seu CV, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: