Welle Laser confirma investimento em nova fábrica de máquinas

Apenas em 2018 a companhia já investiu mais de R$ 4,5 milhões em P&D

A fabricante nacional Welle Laser, de Santa Catarina, informa que está com a sua produção a todo vapor para atender a carteira de pedidos de máquinas de corte a laser de fibra óptica.

Diante deste quadro, a empresa confirmou ao BVMI que está finalizando o plano de investimentos em uma nova fábrica para expandir a capacidade de produção e o portfólio de produtos.

“O objetivo é elevar a capacidade de produção para até 25 máquinas de corte ao mesmo tempo, além das máquinas de marcação, de limpeza e outras áreas em que a empresa pretende investir, mas que preferimos por enquanto não revelar”, diz Rafael M. Bottós, CEO e co-fundador da Welle Laser.

Ele conta que desde sua fundação, há 10 anos, a empresa tem registrado crescimento constante. “Em 2017, crescemos 273%. Até o final de 2018, teremos máquinas instaladas nas principais regiões industriais do País”.

Foi este desempenho – reconhecido com o prêmio concedido pela revista Exame PME/Deloitte, como a empresa que mais cresceu no Brasil entre 2013 e 2015 – que atraiu o interesse da WEG Participações, que resolveu investir na empresa.

“Após vários milhões de reais de investimento e mais de cinco anos de pesquisa e desenvolvimento, o Brasil agora detém tecnologia para fabricar e fornecer ao mercado máquinas de corte de chapas de aço com o que há de mais inovador no mundo neste segmento”, afirma.

“Só em 2018 foram investidos 4,8 milhões de reais em P&D”.

“Desenvolvemos uma máquina que tem como objetivo reduzir drasticamente o custo operacional de produção. Para isso, precisamos de alta qualidade, precisão e robustez”, comenta Gabriel M. Bottós, CTO e co-fundador da empresa.

“Estamos muito orgulhosos de nossa equipe técnica, pois realizamos o que poucos acreditavam: uma máquina de corte a laser nacional, superando inclusive muitos concorrentes internacionais em desempenho”.

Gabriel explica que a empresa recebeu vários prêmios de inovação, mantém relacionamento com instituições de renome internacional, como o Fraunhofer Institute, da Alemanha, e “utilizamos a fonte laser de fibra da marca IPG, dos EUA, maior fabricante do mundo, a mesma que as principais concorrentes mundiais, como Amada, Bystronic e Salvagnini, utilizam”. Destaca, porém, que “todo o projeto de engenharia pertence à Welle Laser”.

Instalada em Palhoça, município da Grande Florianópolis, em Santa Catarina, a Welle Laser já conta com base instalada de mais de 700 máquinas laser de fibra para aplicações de corte, marcação e limpeza.

“Recentemente também iniciamos exportações para os principais países da América Latina”, comenta o CEO. Hoje o índice de nacionalização das máquinas está acima de 78%. “E estamos trabalhando para nacionalizar cada vez mais”.

Em 2019, a empresa já confirmou a participação na Expomafe (de 7 a 11 de maio de 2019, no São Paulo Expo), quando apresentará a nova versão da CS3000 Fiber Series, “mais rápida, robusta e precisa”.

FonteBVMI – Usinagem Brasil

Dica do BVMI – Trabalhe na Welle Laser, acesse “Carreira” ou envie seu CV para curriculo@wellelaser.com, desejamos a todos boa sorte nos negócios e em seu processo de recolocação!

Dica de negócios – Clientes CityCorp já sabiam deste investimento com antecedência e já estão realizando excelentes negócios na cadeia de fornecedores que está sendo formada para atender as necessidades deste novo projeto de planta fabril. Este e mais de 16 mil investimentos industriais estão à disposição de nossos clientes ativos, conheça o Projeto OObi e venda com relacionamento, inteligência e rentabilidade no mercado industrial.

Dica de OURO – Aprenda a VENDER no mercado Industrial, leve para sua empresa no formato In Company o HPIS – HIGH PERFORMANCE INDUSTRIAL SALES e com uma metodologia exclusiva de vendas faça seu negócio faturar milhões.

#industrialsales
#vendasindustriais
@LicioMelo

Compartilhe essa notícia com seus contatos: